Uncategorized

Nacionais vence o prêmio SET Universitário de Melhor Reportagem Digital!

No último fim de setembro eu fui avisado de que o resultado do 30° Prêmio SET Universitário havia saído e o meu nome estava na lista de vencedores, mas só agora recebi uma prova física atestando isso. A produção multimídia “Igreja Nacionais de Hanzo prova como é fácil conseguir imunidade tributária no Brasil” foi escolhida como melhor reportagem digital em um dos principais prêmios de jornalismo universitário do país.

O evento rolou em Porto Alegre e, como moro em Florianópolis e passagem de ônibus não é barato, não consegui buscar a estatueta para exibi-la com um sorriso de orgulho. Para muita gente, algo do tipo é algo bastante insignificante, e eu também pensava assim antes da faculdade, mas os últimos meses me mostraram como é bom ter seu trabalho reconhecido.

A reportagem em questão, que mostra como a fiscalização na hora de abrir igrejas no Brasil é falha (o que abre portas para golpes) foi feita durante cerca de quatro meses de apuração, sendo finalizada em julho. Durante a produção, tive a oportunidade de colocar em ação tudo o que aprendi nas aulas de jornalismo investigativo, webdesign e redação, sem contar, é claro, a experiência com games e internet, que auxiliaram na hora de espalhar a palavra de Hanzo.

Nas primeiras semanas, a Igreja Nacionais de Hanzo virou pauta em sites nacionais e internacionais, e além de mostrar a devoção existente dentro dos games, também levou o debate sobre religião e estado para diversos cantos da internet, desde caixas de comentários de sites de tecnologia até fóruns de games.

O trabalho de conclusão do semestre também me colocou no mapa da internet por alguns dias. Recebi mensagens de pessoas de vários lugares do mundo, participei de podcasts (conhece o AntiCast?) e dei entrevistas (olha eu falando com a Vice). Também fui tema de um editorial do Portal Comunique-se, um dos veículos mais importantes na cobertura sobre mídia no país. Para quem só queria passar o semestre, isso tudo foi bem louco.

Fiquem ligados no Nacionais!

Apesar de todo o auê por causa da Igreja de Hanzo, fiquei muito feliz com o reconhecimento jornalístico que recebi, afinal, isso é um sinal de que estou atuando na minha profissão de maneira correta e posso continuar mandando bala como jornalista.

E, agora que o Nacionais mostrou que é mais do que simples zoeira e muita gente comprovou que sabemos fazer jornalismo de verdade, vamos trazer mais conteúdos do tipo futuramente.

Eu, Mateus Mognon, e Neri Neto, os caras que fazem essa bagaça funcionar, estamos prestes a se formar como jornalistas pela UFSC, e estamos dedicando o nosso valioso tempo para trazer mais reportagens f*donas para toda a internet apreciar, junto com diversos conteúdos e opiniões sobre uma área que amamos: os games.

Se você ainda não conhece nosso trabalho, aproveite para dar uma passeada pelo blog e fuçar no nosso canal do Youtube atual para conhecer mais coisas que já fizemos. E, como todo esse textão prova, jornalistas adoram quando o público lê, comenta e dissemina suas produções.

Então, não deixe de falar o que pensa nos comentários e espalhar o nosso conteúdo pela internet! Este é só o primeiro prêmio de Jornalismo que vencemos, e nós prometemos que não será o último.

%d blogueiros gostam disto: